O método para você conseguir produzir seus backlinks e nunca mais sofrer para passar seus concorrentes

Backlinks

O método para você conseguir produzir seus backlinks e nunca mais sofrer para passar seus concorrentes

O artigo de hoje é de extrema importância para todos os profissionais e entusiastas de SEO.

Desde que o Google começou a ganhar visibilidade dentre os buscadores o ponto que mais o diferenciou de todos os outros foi a evolução constante do algoritmo, que sempre está melhorando com o objetivo de entregar melhores resultados aos usuários.

O algoritmo do Google é dividido em diversos fatores e sem sombra de dúvidas o fator que mais influencia no posicionamento (desde os primórdios do Google) são os backlinks.

Esse assunto é bem extenso e vale diversos estudos, várias empresas e especialistas criam conteúdos, teorias e estratégias para conseguir mais backlinks, com isso aumentar a autoridade e atingir melhores rankings.

Bom… O que você vai ver neste artigo é um passo a passo definitivo para você nunca mais sofrer com backlinks, ou melhor a falta de backlinks.

Eu vou te ensinar uma estratégia que vai te permitir gerar quantos backlinks de autoridade você quiser e disparar na frente dos seus concorrentes.

O que são backlinks de autoridade?

Vamos primeiramente falar sobre o que são backlinks de autoridade.

O Google não tem uma métrica oficial para determinar o que é um link de autoridade e existem diversas empresas que tentam criar um parâmetro, mas oficial não existe.

Recomendo a leitura -> Por que você não deve acreditar em métricas SEO

Nos primórdios do Google quando os backlinks começaram a fazer diferença no posicionamento ele só se importava com a autoridade do site remetente.

Ex.: Se você tem uma borracharia muito bem colocada no Google e envia um backlink para uma floricultura isso estava ok, a autoridade da borracharia passava para a floricultura e aumentava o ranking.

Em 2012 o Google lançou uma atualização chamada Penguin é essa atualização visava, e visa, otimizar os links.

Recomendo este artigo para saber sobre as atualizações -> Todas as atualizações do Google

O penguin roda full time hoje, isso significa que a todo instante o Google está avaliando a qualidade dos links.

Era GSA, Srapebox, SeNuke, Autopilot, Money Robot

A atualização foi lançada em 2012 e principalmente no Brasil temos uma vantagem muito grande quando o assunto é atualização do Google.

Certa vez vi uma entrevista com uma menina que trabalhou por anos no Google e hoje tem uma empresa de prestação de serviços em SEO. Essa menina disse que o Google tem dificuldade em aplicar as atualizações em países com conexão de internet ruim (Ela é inglesa se não me engano e não estava falando do Brasil, estava falando de países com conexão ruim).

A dificuldade que o Google tem é colocar o crawler pra rodar nesses países, sem gargalo. Isso significa que diversas atualizações divulgadas lá fora leva um tempo a começarem a surtir efeito por aqui.

Esse é o primeiro ponto, o segundo é que o mercado de SEO no Brasil é extremamente menos competitivo que o restante do mundo (principalmente língua inglesa) e isso faz com que algumas coisas ainda funcionem por aqui não porque sejam estratégias eficientes e sim por conta da concorrência ser bem baixa, em muitos casos.

GSA, SeNuke e todos os outros que citem nesse subtítulo são softwares de automatização de backlinks.

Como o Google só tinha a autoridade de um domínio como métrica para posicionar eles eram perfeitos. Esses softwares criam centenas de milhares de backlinks de sites de autoridade de forma automática.

A maioria delas utilizam um software de geração de conteúdo, têm uma lista de sites de autoridade e spameam backlinks.

Durante algum tempo isso foi extremamente eficiente porém hoje não funciona mais porque o Google não considera só backlinks de autoridade ele precisa de entregar backlinks contextuados, que tenham a ver com o seu nicho.

Ex.: Se analisarmos o site do globoesporte.com identificaremos que é um site de muita autoridade, afinal é bem colocado para diversas palavras, recebe vários links, porém não faz sentido nenhum para o Google que essa autoridade seja passada para um site de funerária.

Essa foi a forma que o Google encontrou de acabar com os spams de backlinks e promover uma competição mais justa.

Na verdade a minha teoria é que o Google não quer promover uma disputa justa, ele quer dificultar para que ninguém posicione afinal o único prejudicado com resultados de SEO é o Google, que deixa de vender anúncios do ads. Depois eu escrevo um artigo só para falar sobre essa minha teoria, tenho bastante dados e informações para validar-lá.

O que são Backlinks de autoridade?

São backlinks vindo de sites que tem autoridade do Google, sites que se tornaram referência e agora o Google confia, confia tanto a ponto de confiar em você só porque ele está falando de você.

Agora… qual é o processo para construir autoridade com o Google? Recebendo backlinks de outros sites que tem autoridade.

Isso significa que um site que NUNCA teve autoridade com o Google e nada é a mesma coisa.

Ex.: Se eu tenho um site chamado alugueldeimoveis.com.br e recebo um backlink do site guiadeimoveis.com.br porém o guiadeimoveis.com.br é um site iniciante, não tem palavras posicionadas e muito menos apontamentos de sites de referência, isso não vai influenciar tão positivamente o seu ranking.

Ps.:Claro que um é maior que zero ou seja se você tiver links de sites sem autoridade é melhor que nada, porém está longe de ser o ideal.

As mentiras que contam acerca de aquisição de backlinks

Em teoria “especialistas” falam: “Crie conteúdo de qualidade e espere seu site ser linkado.”

Bom… vamos lá.

No meu blog pessoal, brunomedeirosjj.com, eu comecei a produzir conteúdo no final de 2016 os artigos do blog são como estes aqui do medium, bem escritos, completos e com uma boa quantidade de palavras-chave e em pouco mais de 2 anos com mais de 200 artigos publicados eu tive 3 backlinks naturais e de sites fracos que não me ajudaram em nada no ranking.

O fato é que com o crescimento das redes sociais e outras formas de propagação de conteúdo (como WhatsApp por ex.) fizeram que cada vez menos as pessoas publicassem em blogs e ainda menos pessoas linkando para outro conteúdo. É muito normal você gostar de um artigo e compartilhar em um grupo do WhatsApp, não? Isso não gera link e dificulta cada vez mais pessoas conseguirem backlinks através da “produção de conteúdo de qualidade.”

Em alternativa a essa estratégia muitas pessoas utilizam do recurso de Guest posting (post convidados) que é uma excelente estratégia, porém tem alguns problemas você não tem controle da demanda e acaba ficando à mercê de diversos fatores externos.

Com essa estratégia de Guest posting basicamente você precisa fazer uma lista de sites potenciais, entrar em contato e negociar a possibilidade de você escrever um artigo no site deles e assim criar um link para você.

O problema é que esse trabalho é cansativo e em muitos nichos não surte tanto efeito por conta da falta de sites de qualidade para determinados nichos.

Ex.: Imagine que você tenha um site especializado em ração para cavalos? Como você vai arrumar 10,15,20 sites de autoridade contextuais e dispostos a criar Guest posts em sites especializados em ração para cavalos? Tem um ou dois sites, de autoridade, no máximo dentro desse nicho.

Portanto está estratégia fica muito limitada, trabalhosa e muita das vezes ineficiente.

A melhor forma de gerar infinitos backlinks

Na minha cabeça funciona assim… você, como profissional de SEO, precisa ter um repositório de links. Você não pode contar com a sorte, então ter controle da demanda é extremamente importante para mim.

Eu consigo garantir a meus clientes resultados porque eu tenho controle total da demanda de links, eu vou te ensinar a construir isso neste artigo.

Se eu precisar de 50 links para amanhã, eu tenho.

Se eu precisar de 30 links, eu tenho.

Você precisa ter isso: CONTROLE DA DEMANDA!

Enquanto você não tiver isso, você vai estar jogando o jogo na versão DEMO. Sabe aqueles jogos que tem versão trial? Que é limitada? Você não consegue fazer um monte de coisas pois são recursos exclusivos para assinantes? É exatamente assim que descrevo profissionais de SEO que não tem controle sobre a demanda de backlinks.

Fica tranquilo que eu vou te transformar em um pro player 😉

A estratégia que mais funciona na atualidade

Até aqui vimos a importância dos backlinks e você já sabe os tipos de links que você precisa, agora vamos à aplicação da estratégia que vai te permitir gerar infinitos backlinks.

Não existe maneira melhor de construir o seu repositório de links do que ter uma rede de sites onde você possa enviar quantos links você quiser a hora que você quiser.

Hoje na Smart Hat, pelo menos enquanto escrevo este artigo, temos mais de 170 sites na rede e isso nos permite gerar resultados em diversos projetos pois temos o controle total da nossa demanda de links.

Passo a passo para a construção de uma rede eficiente de sites

Para executar essa estratégia você vai precisar de alguns itens como:

Domínios expirados;

Hospedagens;

Registros;

Artigos;

Domínios expirados

Domínios expirados são domínios que um dia tiveram autoridade com o Google e hoje estão disponíveis para registro.

Ex.: Imagine que o seu site sobre futebol tenha recebido um link do globoesporte.com e por algum motivo você desistiu do projeto e abandonou, o globoesporte não vai remover o seu link de lá. Para ele não faz diferença o seu site estar ou não estar expirado e é assim que você monta a sua rede, comprando diversos domínios que já conquistaram a confiança do Google e hoje não são mais utilizados.

Como encontrar domínios expirados

Essa é a “grande etapa” do processo de construção da rede, a parte mais difícil e complexa sem duvidas.

Eu vejo muitas pessoas que querem montar a sua rede preocupados com ferramentas, métricas e diversas outras coisas que não vão fazer sentido e explico porquê.

Você não tem que encontrar domínios, você tem que aprender a encontrar. Você tem que aprender a identificar o que te serve e o que não te serve, sempre que vou ensinar alguma coisa a alguém a minha preocupação é sempre com a base. Eu entendo que as pessoas têm muita dificuldade em improvisar, em deduzir as coisas e se elas não tiverem um passo a passo para somente executar acaba enrolando o processo.

Eu não estou falando da minha cabeça, existe uma explicação científica para isso. Existem 16 tipos psicológicos no mundo, de acordo com a teoria de Myers-Briggs. E é fundamental que você desenvolva a habilidade de aprender a aprender, cada ser humano tem habilidades distintas e quando ele não sabe disso acaba se ocupando com tarefas onde ele vai ter mais dificuldade, logo nos vai ter excelência no resultado.

Ex.: Eu sou uma pessoa bastante criativa, odeio tarefas repetidas e se alguém me ensinar algo sem me dar uma explicação lógica de porque estou fazendo tal coisa não faz sentido para mim, mas isso é PARA MIM. Não quer dizer que você pense ou aja igual a mim.

Por isso eu foco tanto em te ensinar a base do negócio e com isso você desenvolve a metodologia predominantemente de execução e aprendizado que melhor lhe convém.

Se fosse nos tempos de antigamente que eu dava aulas presenciais eu te indicaria a melhor forma de executar algo 🤣

A lógica por trás da busca de domínios expirados é: Encontrar sites que foram muito linkados um dia.

Esses sites expirados têm que estar livre de spams, ou seja não podem ter links aleatórios apontando para ele.

Ex.: Encontrei um domínio com 30mil links ( que é um número extremamente alto) ele me serve? Depende, qual é a origem destes links? São contextuais? De que forma foram adquiridos?

Lembra que falamos agora pouco sobre a “era GSA” e afins? Os links automatizados? Se eles não servem mais, para que você vai comprar domínios que um dia passaram por esse processo de fortalecimento?

É mesma coisa de você retroceder, comprar em 2019 uma estratégia que funcionou em 2014.

Você tem que se atender a estes detalhes: Contextualidade e autoridade.

Os sites que você comprar eles devem estar em nichos relacionados ao seu, se não você cai no mesmo erro que citei anteriormente. Você vai pegar um domínio de borracharia e linkar para uma floricultura se isso parou de fazer sentido em 2012 (depois da atualização do penguin) por que você utilizaria isso em 2019? Faz sentido para você?

A contextualidade é a parte mais difícil no processo de construção de rede de sites, você precisa ter criatividade e habilidade para identificar o que o site era e o que ele pode se tornar, a ferramenta archive.org te ajuda muito nesse processo pois ela vai te mostrar como o site era antigamente, quando era registrado.

Então você consegue ver se ele era um e-commerce, blog feminino, blog de viagens, etc… com isso você consegue criar a contextualidade.

Ex.: Imagine que você queira uma rede para subir um e-commerce de joias. Ter na sua rede blogs de blogueiras de moda é uma opção, é super contextual uma blogueira fazer um review de uma loja de joias, não? Uma blogueira falar de como montou um look com “x” orçamento e citar a loja.

Então veja bem que eu me preocupei em te contar toda a evolução do algoritmo para que você faça exatamente o que ele quer, isso aqui é muito mais além do que “criar uma rede de sites” é criar uma estrutura profissional, blindada e que vai gerar resultados por muito tempo.

A autoridade do domínio, infelizmente não tem outra forma de analisar a não ser 1 a 1. Uma das coisas que você pode fazer é utilizar COMO PARÂMETROalgumas métricas, DA e PA são as melhores para tomar como base pelo fato do Moz ( que é a empresa que fornece essas métricas) terem uma API liberada (versão free e paga) com isso existem várias ferramentas no mercado que fornecem esses valores em massa.

Você consegue analisar o DA e PA de centenas de sites ao mesmo tempo e isso te poupa muito tempo porque você consegue fazer um filtro inicial.

Ex.: Imagine uma lista com 2.000 sites, analisar 1 a 1 levaria um puta tempo. Então você consegue utilizar a API e retornar os valores de DA e PA assim você vai perder tempo analisando somente os que têm DA e PA alto (acima de 20, por ex.) as chances de você encontrar um domínio bom, com links de autoridade e contextuais em um domínio com DA 20+ são muito maiores do que encontrar um domínio bom em sites que tenham DA 1.

O que faz o DA e o PA subirem são links, mas o moz não consegue identificar o que são links contextuais e não-contextuais, isso significa que se eu tiver um domínio com 50mil links, todos spams, as minhas métricas (DA e PA) vão inflar, mas não necessariamente esse domínio vai ser bom, saca? Você deve usar APENAS para fazer um filtro e poupar tenpo no processo de seleção de domínios para a rede.

Recomendo que leia este artigo para entender mais sobre métricas -> Por que você não deve acreditar em métricas SEO

A lista de domínios expirados podem vir de varias origens existe um site que disponibiliza gratuitamente diversos domínios, ele pode ser um bom começo para você. O site chama expireddomains.net e lá você encontra alguns domínios que podem ser úteis na sua rede.

O processo que eu executo é: Pego uma lista de domínios, eu tenho a API do Moz então consigo checar em massa os DA e PA, seleciono os que têm 30+ DA e analiso um por um.

Em uma lista com 10mil domínios consigo 15–20 com DA superior a 30, por isso falei da importância de ter um filtro prévio.

Com essa lista, filtrada, começo a analisar 1 a 1 para saber quais me servem e quais não servem baseado em tudo isso que te falei no artigo (nicho, autoridade,links, contextualidade).

Esse é o processo de encontrar domínios, uma outra coisa que faço bastante também é encontrar domínios expirados em sites que já tem autoridade.

Ex.: Globo.com linka para vários sites e como sei que ele tem autoridade, evidentemente, os sites para qual ele está linkando tem grandes chances de terem autoridade também.

Ps.: A ferramenta que eu uso para analisar os domínios é o ahrefs.com.

Hospedagens

As hospedagens são fundamentais nesse processo, pois precisam ser diferentes. Precisam ser diferentes para o Google não saber que esses sites são seus, caso ele saiba ele não vai te dar relevância pois o objetivo dos backlinks é justamente mostrar para o Google que você é muito bom a ponto de outras pessoas falarem de você, se ele souber que você está falando de você não faz sentido.

A cautela com as hospedagens deve ser grande, elas não podem se repetir e principalmente não podem estar na mesma faixa de IP.

Todo IP (que é o endereço de onde ele está hospedado) é dividido em 4 partes.

AAA.BBB.CCC.DDD

Essas partes são divididas em classes a,b,c e d.

Essas classes não podem se repetir pois isso deixa um “footprint” para o Google, uma pista para que ele identifique que os sites estão hospedados no mesmo lugar. Por isso tem que ter cautela na hora de contratar as hospedagens para montar a sua rede.

Evite hospedagens baratas pois elas tendem a repetir demais as classes de IP, levantando assim suspeitas para que o Google descubra que você é você 😉

Na Smart Hat nós distribuímos os sites entre as hospedagens “grandes” do mercado as que giram em torno de 120–150 reias a anuidade. Até existem hospedagens de 60–80 reais a anuidade mas além do serviço ser péssimo ( manuseio, estabilidade e usabilidade) acabam repetindo demais as classes de IP sujando a rede.

Ps.: É absurdamente mais vantajoso pagar as hospedagens anualmente, pois é muito mais barato.

Registros

Esse é um dos grandes problemas de se construir rede de sites com o objetivo de enviar links aqui no Brasil.

Lá fora existe a opção de usar o who is privado, então as informações ficam ocultas impossibilitando o Google a ver que todos os domínios são do mesmo dono.

Aqui no Brasil só é possível registrar domínios .br através do registro.br (todos os provedores e sites que te oferecem registro .br utilizam o registro br, é como se eles fossem representantes no final tudo vai pro registro br) e no registro br você não tem como ocultar os dados de registro gerando um problema gigante que é: 1 CPF por registro 😕.

Ou seja… se você quiser ter 10 sites, terá que usar 10 cpfs diferentes e em muitos dos casos eles pedem para enviar foto da RG, registro em cartório, etc…

E os registros que não são BR (.com, .net e outros tlds) são muito limitados pois precisamos de sites em língua portuguesa para “reviver” não faz sentido pegar um domínio .com com conteúdo inglês e magicamente ele se transformar em brasileiro, entende?

De 10mil domínios que você avalia em outras terminações, sem ser br, a grande maioria não é brasileiro. Acaba que não compensa perder tempo buscando domínios que não são br. Na nossa rede de mais de 170 sites temos menos de 5% de tld variadas .net .com.

Artigos

É um ponto extremamente importante a criação dos artigos pois esses sites não podem ser utilizados apenas para enviar links e depois serem descartados. O Google desconfia e pode simplesmente invalidar a autoridade desse link.

O ideal é que os sites tenham uma certa regularidade na publicação de novos conteúdos, assim fica imperceptível.

Os artigos não podem, de maneira nenhuma, serem traduzidos, spineados ou de má qualidade pois isso impacta diretamente o resultado.

Quando eu falo má qualidade digo copiado, traduzido, o conteúdo tem que ter o nível mínimo de aceitação, pelo menos legível.

Ps.: Não compensa utilizar softwares de produção de conteúdo, você pode acabar comprometendo o resultado do trabalho por conta de uma economia boba.

O ideal é que você tenha um portfólio de redatores que possam produzir os conteúdos periodicamente para você.

Considerações finais

Essa é a única forma de você conseguir ter controle 100% da demanda de links para o seu projeto.

Você montando a sua rede você nunca mais vai depender de fatores externos, você vai conseguir fazer o dever de casa (otimização e afins) e controlar 100% seus backlinks utilizando a sua estrutura.

Recomendo a todos os profissionais a pensarem o quanto antes a começarem a pensar a respeito de ter um repositório de links, o mercado está cada vez ficando mais competitivo e esse conceito tem crescido bastante no Brasil. Há 4 anos (quando eu montei a primeira rede) eu tinha zero informações aqui no Brasil sobre isso, absolutamente ninguém falava sobre rede de sites e construção de backlinks dessa forma, todos só falavam das formas “tradicionais” de “crie conteúdo de qualidade e espere.”

Caso tenha alguma dúvida em relação à aplicação desta estratégia deixe nos comentários, será um prazer ajudar você a construir a sua rede.

Até a próxima.